Empodere uma gorda

IMG_6567

EMPODERAMENTO: Conscientização; criação; socialização do poder entre os cidadãos; conquista da condição e da capacidade de participação; inclusão social e exercício da cidadania. É a conscientização e a participação com relação a dimensões da vida social. (Fonte)

Eu, a Carol do Blog  Lady Fofa e a Thamiris do Blog Fora dos Rótulos convidamos você a empoderar-se conosco e nos ajudar a empoderar outras gordas na nossa campanha #EMPODEREUMAGORDA.

empodere uma gorda

O nosso lema é o seguinte: “Não perca tempo explicando para o gordofóbico que ele está sendo preconceituoso, use esse tempo para empoderar uma gorda dizendo o quanto ela é especial”.

Empoderando a gorda ao seu lado, ela será mais uma na luta contra a gordofobia e poderá nos ajudar a viver num mundo com mais diversidade, representatividade e tolerância.

Se você conhece uma pessoa gorda e já teve oportunidade de conversar com ela sobre o preconceito que ela sofre na sociedade, você também vai querer se juntar a nós. Se você é uma pessoa gorda está mais do que na hora de fazer parte do nosso time, vamos mostrar ao mundo que somos pessoas comuns, que queremos ser respeitadas como somos, que todas nós somos iguais independente da nossa forma física.

Para deixar claro, a palavra gorda não é um xingamento. É uma característica do corpo de alguém, assim como alto, baixo, magro. Mas, quando colocada em certas situações de exclusão do indivíduo, é sim considerada negativa e preconceituosa. Para entender, vamos lembrar o que é GORDOFOBIA:

Gordofobia é a repulsa, o nojo, o asco, o sentimento de raiva e necessidade de afastamento do individuo gordo, da gordura e de tudo que a cerca.
Gordofobia é a forma de opressão, a pessoas com mais tecido adiposo no corpo, é a desqualificação e inferiorização dessas pessoas, baseada em critério único de que essa maior quantidade de gordura no corpo, incapacita, invalida, enfeia e emburrece essas pessoas.
Gordofobia é a negação da existência da pluralidade do ser humano, que pode ser ou não magro, é a invalidação da atuação de aspectos, de natureza genética ou ambiental que podem transformar o corpo humano em gordo ou magro.
Gordofobia é basear-se em especulações sobre a saúde de um individuo devido o seu corpo e, dar-lhe o titulo de doente, baseado apenas no fato do corpo dele ser gordo.
(Fonte)

A gordofobia então é triste, é absurda e é abominável! Nos ajude nessa campanha e #EMPODEREUMAGORDA!

Siga nosso instagram @empodereumagorda e sinta-se empoderada também!

empodere uma gorda

Junte-se a nós no instagram

Fora dos Rótulos

Estilo Curvas

Lady Fofa

Continue Reading

De bem com o espelho.

comparacao

Tem dias que a gente acorda com a necessidade de escrever né? Eu adoro usar esse meu espaço para desabafar.

Sempre ouço vários relatos de mulheres que não gostam de se olhar no espelho e resolvi falar um pouco sobre isso.

Não sou entendida do assunto e costumo falar aqui apenas sobre experiências pessoais, acredito que compartilhar algo com outras pessoas pode ajudar, não só quem está lendo mas também quem está escrevendo, e por isso me abro hoje aqui com vocês.

Não existe formula mágica para nada nessa vida e quando estamos numa fase difícil seja em qual sentido for, acabamos sendo cruéis conosco mesmo. Somos seres humanos e vivemos nos cobrando, nem sempre essa cobrança desenfreada faz bem pra gente.

O que quero dizer com isso é que até para fazermos as pazes com o espelho só depende de nós mesmos, devemos parar de dar ouvidos para as pessoas ao redor, parar de acreditar nas revistas, na televisão, na mídia, na sociedade em geral, parar com essa crueldade em busca de um ideal de beleza.

Somos perfeitas, independente do que dizem por aí, somos mais que um padrão estético de beleza, somos corpo, alma, coração, sentimento. Somos muito mais importantes do que uma imagem refletida no espelho, e devemos nos amar assim do jeitinho que somos.

auto estima estilo curvas de bem com o espelho

É fácil? Claro que não, nascemos ouvindo que pra ser bonita tem que ter cabelo liso, pele clara, olho verde, nenhuma celulite, dentes brancos, e todo esse blá blá blá, é isso que a gente ouve desde criança, é essa imagem que vivem querendo nos passar sobre um ideal de beleza. Mas pera lá né gente, não somos bonecas poxa, somos humanas, somos reais, temos defeitos estéticos, emocionais, que na verdade nem defeitos são, são apenas características de uma pessoa comum.

Não adianta a gente ficar se martirizando porque nosso cabelo é diferente do da Gisele Bündchen, porque nossa pele tem espinha, ruga, cravo e estrias, porque nosso pé tem uma joanete, nosso culote é enorme, nossa papada é avantajada. Nossa imagem é essa, temos que nos amar como somos, temos todas as imperfeições do mundo mas são nossas características, não vou sair por aí fazendo um monte de lipoaspiração e cirurgia plástica só porque sou totalmente diferente das modelos lindas das capas de revistas, vou ser feliz assim como sou.

Mas é claro que se você acha que tem que mudar algo, faça isso por você, ninguém precisa ser infeliz se tem algo que te incomoda muito. Mas tenha certeza que está fazendo isso porque é um desejo seu, não porque alguém te disse algo ou porque a mídia diz que isso deve ser assim.

Não vai acontecer de uma hora para a outra, mas precisamos nos dedicar mais ao amor próprio, e a elevarmos a nossa auto estima, a fazermos as pazes com o espelho, é um exercício diário e devemos começar hoje mesmo, vamos praticar mais?

 Tem um post aqui no blog com 10 dicas de autoestima, vamos reler e nos dar essa chance?

Beijos e até o próximo post 😉

Continue Reading