Look do dia Plus Size | Calça jeans flare destroyed

_mg_0683

Eu sempre falo para vocês do meu amor por calça jeans, por ser versátil, confortável, ir bem com tudo, e possibilitar que a gente monte vários looks de todos os estilos com elas né.

Gostei muito da super tendência dessa primavera que são as calças com barras desfeitas e destruídas.

A Bokker Jeans já tem um monte de novidade para a próxima estação e essa calça Flare de lavagem clara, destroyed e com barra destruída está maravilhosa.

E se você ainda torce o nariz para a calça flare te mostro aqui porque amá-la <3

Já montei meu look com a minha, vejam o que acham:

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

jeans destroyed plus size bokker estilocurvas

Detalhes do look:

Blusinha: Blossoms Oficial

Calça: Bokker Jeans

Acessórios: Fofura Plus

Sandália: Dunes

Fotografia: Clau Grangeiro

Me contem o que acharam aqui nos comentários ou lá no meu instagram, beijos

Continue Reading

Editorial | Modelos plus size se unem em editorial e provam que beleza e atitude não têm a ver com manequim

_knd5465

Eles são jovens, bonitos, estilosos e… gordos! (Da esquerda pra direita) Edu Rodrigues, Roberto Labate, Diego Capuchinho, Akeen, Raul Aro, Emanuel Alvarez e José Alledo, resolveram se unir em um editorial para mostrar que a moda masculina plus size está crescendo e merece atenção.

De uns tempos pra cá, muito se ouve falar do crescimento do mercado plus size. Marcas famosas parecem ter enxergado além do manequim 38, e resolveram pegar carona na onda do body positive. E esse termo, vem estampando as revistas e a publicidade em geral. Porém, o que vemos por aí, é sempre voltado para o público feminino, como se os homens gordos fossem alheios à moda.

A verdade, é que não é bem assim. Esses sete modelos, com gostos e manequins completamente diferentes uns dos outros, amam moda e sentem falta de opção no mercado. Mais do que encontrar roupas acima do 44, eles querem peças que realcem seu estilo e beleza.

Para Edu, o ano de 2016 e 2017 estão sendo produtivos. Ele é um dos modelos plus mais cobiçados do mercado. Participou de 3 campanhas de lojas grandes de departamento no mesmo ano. Isso geralmente não acontece, pois, por serem concorrentes, evitam o mesmo modelo. Mas Edu conquistou pelo seu estilo único de Urban Pop (Popular Urbano).

“O mercado plus size masculino tem se posicionado mais. As lojas estão deixando o amadorismo de lado e estão apostando em um trabalho profissional. Claro, falta um ardo caminho, pois, muitos ainda precisam entender que nós queremos vestir o que está na moda e não o que eles ‘acham’ que nós devemos usar. Falta, talvez, investir em pesquisas para entender o que o público alvo quer usar, e eles querem as cores tendências de cada estação. Somos nós que devemos escolher o nosso look e não usar o que tiver!” conta Edu.

No Brasil, cerca de 52% da população está acima do índice que a OMS considera como “peso ideal”. Apenas 3% das confecções são voltadas para o público plus size. Se considerarmos as que atendem o mercado masculino, provavelmente poderemos contar em alguns dedos. O reflexo desse mercado restrito, é este editorial, que conseguiu reunir a maioria dos modelos masculinos plus da atualidade, alguns com muitos anos de carreira, como Roberto Labate que atua há 7 anos no mercado. “Hoje é possível ver uma profissionalização maior do segmento, mas ainda falta esforço das agências, dos modelos e das próprias marcas. O mercado tem muito potencial e deve entender que crescimento e profissionalização andam juntos”, comenta Labate.

Para se ter uma idéia, das mais de 30 marcas que desfilaram na última edição do São Paulo Fashion Week, que aconteceu nos dias 27 e 31/8, apenas uma delas levou modelos gordos em seu casting. Um deles, Akeen, fez parte do corpo de modelos de duas edições do maior evento de moda do País. “O mercado precisa ver que nós também consumimos e também somos a moda. Posso citar três motivos importantes para desfilarmos em eventos fora do meio plus size: O primeiro é incentivar os lojistas; O segundo é a inserção de corpos comuns na passarela, uma vez que, a moda masculina é consumida, em sua maioria, por homens que usam a partir do manequim 42 e na passarela só vemos 36 e 38. E o terceiro é que o mercado precisa saber que nós existimos! Cada vez mais, vem surgindo o interesse na moda masculina plus size, através de: blogs; influencers; pessoas que procuram saber como entrar no mercado de modelo; e pessoas que se interessam em novidades, roupas mais jovens e que seguem a tendência da moda no geral”, afirma Akeen.

Já está mais que na hora das marcas enxergarem esse mercado que cresce 6% ao ano, e que movimenta mais de R$5 bilhões anualmente. Quando entenderem que gordos – homens e mulheres – podem e querem peças com informações de moda e estilo, descobrirão uma verdadeira mina de ouro!

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

editorial masculino plus size estilocurvas

Maquiadora: Natalia Carvalho

Fotógrafo: Kennedy Richelly – Estúdio Pentágono

Apoio: Mais Pano, Bivik Jeans, Umen e Bokker Jeans.

Curtiram? Já conheciam esses super modelos talentosos??

Beijos, até o próximo post

Continue Reading